Fórum Fimec traz conteúdo relevante para potencializar os negócios do setor

Fórum Fimec traz conteúdo relevante para potencializar os negócios do setor

3ª edição do evento reuniu profissionais do ramo coureiro-calçadista para troca de experiências

Buscando transformar a cadeia coureiro-calçadista através da troca de conhecimento, aconteceu na manhã desta quarta-feira (11) o Fórum Fimec. O evento busca potencializar o desenvolvimento do mercado através de debates sobre temas relevantes, troca de experiências com profissionais de referência nacional e internacional, networking, construção de conhecimento e atualização para gerar oportunidades de negócios. Na abertura, o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung ressaltou a importância da feira em trazer debates sobre o setor. “Nós da Fenac buscamos introduzir sempre espaços para as pessoas discutirem assuntos pertinentes ao setor em nossas feiras”, comentou. O evento é parte da 44ª Fimec, que segue até esta quinta-feira (12), das 13 às 20 horas, nos pavilhões da Fenac em Novo Hamburgo (RS).
 
Uma das palestrantes do Fórum foi a Dra. Christine Williams, da Inglaterra, especialista em couro e em conforto, ela trouxe a tecnologia da empresa que representa, a SATRA Technology Centre. Em sua fala, Christine ressaltou que há diversas pesquisas sendo feitas no Brasil e que a indústria brasileira já busca e trabalha pelo conforto. Além disso, falou sobre inovação e trouxe vídeos sobre testes que podem ser feitos pra garantir a resistência e o conforto do calçado. “O couro está ligado a como os calçados podem trazer conforto”, comentou Christine.
 
Já no segundo momento do Fórum aconteceu o Painel sobre Sucessão Familiar, que contou com a presença de Andrea Kohlrausch – Diretora-Presidenta da Calçados Bibi, Cristine Grings Nogueira – Diretora-Presidenta e Diretora de Marketing da A.Grings S/A (Piccadilly), Marcelo Reichert– CEO do Grupo FCC, Rodrigo Rodrigues - Diretor Comercial da Santa Croce e, como mediadora, teve Cristina Pacheco, jornalista, à frente do marketing da empresa familiar Esquadrias Scheid e integrante do grupo NEXO - Governança Corporativa. O painel trouxe uma discussão sobre as boas práticas para uma boa sucessão familiar, permitindo que os participantes compartilhassem experiências sobre sucessão.
 
A principal recomendação dos palestrantes foi sempre buscar orientação de profissionais capacitados de fora da empresa para este processo. “Não ter medo de trazer pessoas de fora que tenham conhecimento”, pontuou Marcelo Reichert. Todos os palestrantes também mostraram que é preciso ter planejamento e estratégia na hora de fazer a transição entre gerações e que deve ser uma decisão de todos. “A sucessão deve acontecer quando aqueles que vêm estão preparados”, comentou Cristine Grings Nogueira. Todos também deixaram claro que o bem da empresa deve ser priorizado: “cuidar com a vaidade e com o ego. É a busca pelo bem comum que deve prevalecer”, afirmou Rodrigo Rodrigues.

Painel abordou sustentabilidade e diversidade
Na sequência, outro painel trouxe a relação entre sustentabilidade e diversidade com a oportunidade para a exportação de calçados e couros. Participaram Denilson Silveira - Diretor Comercial da World Shoes Export e Import, João Conrado – CEO da Anatomic Limited, João Fernando Hartz - Diretor da Sunset, Julio Martini - COO da Camuto Group e, como mediador, André da Rocha  – Diretor Administrativo da Master Máquinas e Equipamentos, Vice-Presidente de Inovação do IBB - Instituto by Brasil e Vice-Presidente da Abrameq. A pauta principal foi o impacto da sustentabilidade no ramo calçadista, destacando o aumento da busca por produtos que têm esse viés ecológico. “O que antes era marketing agora se tornou necessidade”, afirmou João Conrado. Além disso, também se discutiu a questão social, demonstrando que o setor também se preocupa: “todos os produtos passam por auditorias”, afirmou Denilson Silveira.
 
Visitantes apoiam inciativa
O público presente no fórum se mostrou satisfeito em relação às temáticas debatidas: “Os temas discutidos, como sucessão e a sustentabilidade, estão em alta e despertam a nossa atenção. O fato de também ter palestrantes que atuam na Europa e tem bastante conhecimento no assunto é muito interessante”, afirmou Jorge Bischoff, proprietário e diretor da Jorge Bischoff Calçados.
 
O Fórum Fimec tem patrocínio Orisol do Brasil e Colorgraf, apoio master da Universidade Feevale e apoio do SEBRAE RS e das entidades do setor coureiro-calçadista.

 
Atrações geram experiência aos visitantes
Entre os espaços da feira, a Fábrica Conceito apresenta aos visitantes da Fimec a aplicabilidade dos processos tecnológicos, logísticos e produtos expostos na Fimec, a partir da fabricação de calçados em tempo real. Em um espaço de 1.100 m², o projeto deste ano tem números recordes: são seis linhas de produção, com 17 modelos de calçados, sendo 16 femininos e um masculino. O projeto é realizado pelo Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC), Fenac e Coelho Assessoria Empresarial. Em uma edição de recordes, a Fábrica Conceito conta com mais de 90 empresas participando, 132 máquinas e equipamentos e 50 colaboradores e 40 alunos do Senai, responsáveis pela produção de cerca de 3.500 pares, nos três dias da feira.
 
Outro espaço de experiência é o Estúdio Fimec, que busca pensar o futuro da moda, do desenvolvimento de produtos e do consumo. Nesta edição, o estúdio aborda a influência dos jogos eletrônicos no comportamento de consumo. O projeto é uma realização da Fenac com a Coelho Assessoria Empresarial. O conteúdo fica a cargo do Studio 10 que coordena todo o trabalho de pesquisa com o Centro de Design da Universidade Feevale.
 
                
SERVIÇO
Evento: 44ª Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes)
Data: 10 a 12 de março de 2020
Horário: 13 às 20 horas
Local: Fenac - Novo Hamburgo/RS, Brasil
Mais informações: acesse www.fimec.com.br e acompanhe nas redes sociais @feirafimec.
 

11 de Março de 2020

Outras notícias

Ver todas notícias