IBTeC comemora 45 anos em evento

IBTeC comemora 45 anos em evento

Uma parcela significativa dos investimentos do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC) até o ano 2020 estarão focados em pesquisa e desenvolvimento de produtos para as indústrias calçadistas. O anúncio é do presidente executivo da entidade, Paulo Griebeler, na comemoração dos 45 anos da instituição. “Nosso propósito é contribuir para agregar valor aos produtos produzidos no Brasil, tanto para mercado interno quanto para exportações”, afirma Griebeler.
            O presidente executivo informa que “estamos investindo na modernização do parque tecnológico, com aquisição de equipamentos de última geração, para atender o mercado e as novas exigências das indústrias e dos consumidores finais.
            O IBTeC é o espaço para pesquisa e desenvolvimento para as indústrias, com seus laboratórios de biomecânica, de ensaios físicos/mecânicos, de ensaios químicos e laboratório para EPIs. Como “braço tecnológico” do setor calçadista, o IBTeC está atento às mudanças de comportamento do consumidor, que exige cada vez mais tecnologias e atributos de conforto e performance nos produtos.


           
TRABALHO CONSTANTE PARA AGREGAR

            O planejamento estratégico do IBTeC prevê para os próximos anos uma aproximação com o consumidor de calçados, para que ele possa compreender e acessar as tecnologias que o Instituto disponibiliza para as indústrias. A meta é transformar estas tecnologias em objetos de desejo do consumidor final, para que as indústrias que investem em pesquisas sintam o retorno da sua iniciativa. Para isto, o Instituto já começou a participar de ações públicas, apresentando seus laboratórios. Conhecendo os ensaios, e sabendo da importância das tecnologias usadas na produção dos calçados, os consumidores poderão procurar nas lojas por calçados certificados – de conforto, e funcionalidades específicas, como de proteção a pés diabéticos, de proteção a deformações dos pés como joanetes, proteção ao desenvolvimento estrutural de crianças, absorção de impacto da pisada, entre outros.
            Para apoiar as indústrias na busca de inovações tecnológicas e no desenvolvimento de produtos o instituto conta com o Núcleo de Inovação Tecnológica – NIT. O Núcleo auxilia na formatação de projetos de inovação e desenvolvimento de tecnologias e na busca de recursos para a implementação do trabalho.
            As indústrias exportadoras também têm uma atenção especial. Além dos ensaios de qualidade realizados pelo laboratório físico-mecânico, o laboratório de ensaios químicos desenvolve um trabalho de certificação dos componentes usados na produção dos sapatos quanto aos limites de uso de produtos químicos. Cada país tem uma legislação específica de limites, com o objetivo de proteger a saúde dos seus cidadãos e o meio ambiente.  Paulo Griebeler chama a atenção para o fato de que “em um futuro muito próximo, com certeza o Brasil também terá uma legislação específica sobre substâncias restritivas, e nossas empresas já estarão preparadas para o cumprimento destas especificações”.

DIVERSIFICAÇÃO COMO ESTRATÉGICA IMPORTANTE

            Quando foi criado, em 1972, o IBTeC tinha como foco a qualidade de materiais e o processo na construção dos calçados. O desenvolvimento tecnológico do setor levou a outras necessidades, e com isto nasceram laboratórios químico e de biomecânica.
            Recentemente, em 2016, o Instituto inaugurou seu Laboratórios de Luvas e Vestimentas, para atender aos fabricantes de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, onde já eram contemplados os calçados de segurança. A ampliação do escopo neste segmento atendeu uma necessidade do mercado, além de ampliar o raio de atuação da instituição. Todas estas ações fazem parte do Projeto 2020, que delineou “o IBTeC do futuro”, prevendo a diversificação das áreas de atuação do instituto como uma das bases para garantir os resultados projetados. A diversificação promove um aspecto importante para o desenvolvimento das indústrias, que é a troca de expertise desenvolvido por segmentos diversos.
                       
CONFORTO, PERFORMANCE E FUNCIONALIDADE

            Com uma equipe composta por doutores e mestres em Biomecânica, o Laboratório de Biomecânica do IBTeC realiza pesquisas voltadas à produção de calçados e componentes que agregam atributos como: conforto, performance, saúde e segurança para os pés dos consumidores. O laboratório atua também na avaliação de materiais que serão usados como componentes, e certifica sapatos funcionais, como de segurança e esportivos, por exemplo.
            O Brasil é pioneiro na criação de normas técnicas para quantificar o conforto oferecido por um calçado e da metodologia para fazer esta medição. Hoje o país tem 28 normas de conforto publicadas, sendo sete para calçados (ensaio completo conforto; massa do calçado; distribuição de pressão plantar; temperatura interna do calçado; índice de amortecimento do calçado; índice de pronação do calçado; percepção de calce e 21 normas para a avaliação de componentes como solados, palmilhas e forros.


MICROBIOLOGIA PARA IMPACTO AMBIENTAL

            O Laboratório de Microbiologia atende empresas que buscam pesquisas para desenvolver produtos voltados para a sustentabilidade ambiental. O IBTeC pesquisa com as indústrias insumos que gerem menor impacto ambiental quando descartados.
            Além de testar produtos, o laboratório auxilia no desenvolvimento de soluções.

CONSULTORIA INDUSTRIAL

            O IBTeC tem um departamento de consultoria e treinamento para as indústrias, em especial as micro e pequenas empresas, para que conquistem uma condição que lhes permita ter maior competitividade no mercado. A consultoria abrange desde a área laboratorial até estudos para a melhoria do processo produtivo ou projetos de layout das empresas, além de atendimentos pontuais, de acordo com as necessidades de cada organização. O trabalho se inicia por um diagnóstico geral, que pode propor alterações de gestão de processos para otimização os recursos da empresa, aumentando sua eficácia; trabalha a gestão de materiais e técnicas e ferramentas de gestão de qualidade. Todo o trabalho de consultoria e treinamento das equipes é feito dentro das próprias empresas.

ACREDITAÇÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS

            O IBTeC tem acreditações junto às instituições certificadoras do Brasil e do exterior: acreditação CGCRE do Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia; acreditação pelo Instituto Satra (Inglaterra); credenciamento pela CPSC-EUA, instituição que regulamenta e fiscaliza a segurança de produtos de consumo dos Estados Unidos; certificação do MTE - Ministério do Trabalho e Emprego; certificação da ISO 9001:2008; reconhecimento da Rede Metrológica do RS. Todos os procedimentos do IBTeC são orientados também pelas normas ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas.
            O Instituto ainda é autorizado por diversas empresas internacionais a realizar ensaios em seus produtos, este é um reconhecimento pelo compromisso e expertise desenvolvidos continuamente ao longo destes 45 anos de história.

Ex-presidentes homenageados:

- RUI GUERREIRO – Presidente na gestão 2007/2012
- MARTINHO FLECK – Presidente por 10 anos, no período de 1997 a 2006;
- MARCOS AURÉLIO MACEDO – Presidente na gestão 1993 a 1994;
- CELSO BLOCHIER – Presidente por duas gestões em períodos distintos: de 1987 a 1988 e de 1995 a 1996;
- CELSO KRAEMER – Presidente de 1985 a 1986;
- ERNANI REUTER – Presidente no período de 1975 a 1976, lembrando que o Sr. Ernani integra o Conselho Deliberativo do IBTeC na gestão vigente. 
- CLÁUDIO STRASSBURGER – 1º Presidente, no período de 1972 a 1974. 
 

28 de Novembro de 2017

Outras notícias

Ver todas notícias